Invernada

Oficinas

Oficina de cobertura colaborativa

A oficina de Cobertura Colaborativa tem como objetivo trazer pessoas que se interessam por jornalismo e áreas afins, para conhecer um pouco mais de uma estrutura jornalística em termos de geração de conteúdo dentro de um festival, bem como formar a partir das pessoas inscritas, a equipe que fará a cobertura oficial do evento.

Essa oficina será ministrada pelos membros do Coletivo Ounão que produzem a revista homônima do coletivo na cidade de São Paulo. A revista Ounão esteve na região do triângulo mineiro realizando a matéria sobre o projeto Encanta Vale desenvolvido pelo produtor Ernani Baraldi, essa matéria integra da 5ª edição da revista que sai no mês de julho. Acesse www.revistaounao.com.br e conheça um pouco mais dessa estória.

 

Oficina de Stop Motion

Para quem nunca ouviu falar, Stop Motion é uma técnica de animação baseada na captura de imagens estáticas que apresentadas sequencialmente porporcionam a sensação de movimento. O objetivo da oficina será apresentar aos participantes referências, metodologias, técnicas e ferramentas necessárias para produzir uma animação experimental com este tipo de técnica.

Durante os 2 dias do evento, os oficineiros produzirão um curta animado onde os interessados poderão participar e contribuir ativamente com mini roteiros a serem inseridos no curta, criar personagens, cenários, auxiliar na iluminação, na captura de imagens, sonorização, edição, ou seja, conhecerão e participarão de diversas etapas de todo o complexo processo de produção de curta metragem de animação.

Trechos do curta e outras animações experimentais desenvolvidas pelos participantes da oficina serão exibidas no telão no decorrer do evento.

A oficina acontecerá livremente durante o final de semana do evento e será ministrada pelos produtores do curta metragem, o  ilustrador e docente da Universidade de Franca, Rodrigo Tas e os designers Leonardo Santangelo e Gabriel Fiorilli.

 

Oficina de Malabares : Iniciação, Pesquisa e Equilíbrio

A oficina consiste na transmissão do conhecimento vindo da pesquisa realizada com foco nos malabares contemporâneos. A idéia é ensinar movimentos  tradicionais e experimentais e “limpá-los” ao máximo, no sentido de torná-los mais estéticos e artísticos. Aliando aos malabares a dança e a fluidez do jogo.
Serão transmitidos movimentos básicos (para inciantes), truques de nível médio e avançado, de acordo com a experiência de cada um. Do iniciante ao  mais experiente. Os objetivos são: explorar a interação entre lançamentos e contato, primando sempre pela postura correta e o equilíbrio; e trabalhar possibilidades diversas com um, dois e três objetos.
Os alunos podem levar objetos para a oficina; malabares ou objetos não convencionais de sua escolha: chapéu, bengala, guarda-chuva, sacolas plásticas.
Material será disponibilizado!

Comments Closed